Pesquisar este blog

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Vice-prefeita articulará parceria em favor do futebol feminino

Foto: Eduardo Beleske
Foto: Eduardo Beleske

   A vice-prefeita Paula Mascarenhas recebeu em audiência, na tarde desta sexta-feira hoje (15), Marcos Planela, um dos fundadores e responsável pelo Departamento de Futebol Feminino do Esporte Clube Pelotas. Planela apresentou à vice-prefeita algumas propostas com solicitação de apoio para incentivar o investimento de empresas e a prática do esporte. Paula afirmou que a prefeitura de Pelotas tem toda a disposição de colaborar e assumiu a tarefa de contatar as partes para discutir, no início de março, a formação de uma grande parceria em favor do futebol feminino.

          Planela, que ajudou a criar o Departamento de Futebol Feminino do Esporte Clube Pelotas, em 1996, propõe a criação de uma lei municipal de incentivo ao esporte, aos moldes das leis federal e estadual. A moção teve ontem (14) aprovação por unanimidade dos vereadores que estavam presentes da Câmara Legislativa, mostrando sua predisposição em deferir a lei. Paula disse que o documento será encaminhado para análise do prefeito Eduardo Leite, que também é um incentivador dos esportes. “Esta lei é importante para estimular empresas a investir, até que elas percebam o retorno em termos sociais e de marketing e isso se torne desnecessário”, ponderou a vice, acrescentando que a lei deve incluir as empresas em débito com tributos municipais.

          Paula recebeu de Planela cópia do projeto “Princesas do Sul”, voltado à pratica do futebol feminino, que sugere uma parceria ampla envolvendo as universidades Federal, Católica e Anhanguera, e também o SESC e o SESI. Os recursos financeiros seriam buscados junto a empresas privadas e cada uma dessas entidades contribuiria com algum tipo de apoio, necessário ao treinamento das atletas.

          As universidades, de acordo com o projeto, cederiam estagiários para trabalhar na preparação física das jovens, como terapeutas e também ofereceriam fisioterapia. O SESC disponibilizaria a academia de ginástica e o SESI espaço físico para as partidas e treinos. Paula sugeriu que se chame também o Exército, que pode ser um importante parceiro com relação a quadras de esportes e alojamento. Equipe técnica da prefeitura deve contribuir também na formatação de um projeto, para a busca de recursos.

          Na audiência com a vice-prefeita, Planela esteve acompanhado por duas das jogadoras da equipe: a atacante Gabriele Goulart, de 17 anos, e a zagueira/volante Bárbara Warnke, de 18. O time de futebol feminino do E.C. Pelotas conta com 35 atletas, de 14 a 23 anos. Como muitas delas moram em outros municípios - Cristal, Tapes, Santa Vitória do Palmar, Jaguarão, São José do Norte, Rio Grande, São Lourenço do Sul e Candiota -, as meninas vem a Pelotas todos os fins de semana, para os treinos.

          Planela disse que o time feminino do E.C. Pelotas tem reconhecimento em diversas partes do País. “Oito meninas já jogam fora de Pelotas e três tiveram passagem pela Seleção Brasileira. Temos bons contatos com a CBF e as Lobas já são bem conhecidas”, comentou.

          Também participaram da reunião o vereador Luiz Henrique Viana (PSDB), o superintendente do Desporto da Smed Sérgio Ferreira e o gerente de Desporto e Lazer Antônio Freitas, que sugeriu que se realize torneios de futebol feminino, com a participação de times de outros municípios. 
(fonte: Prefeitura Municipal de Pelotas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário