Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Natal Sem recursos, Pelotas não será decorada este ano

O Natal de Pelotas perderá o brilho neste ano. Sem recursos da iniciativa privada e do poder público para recuperar as 23 árvores artificiais colocadas em pontos estratégicos da área central e também para substituir as mangueiras com as pequenas lâmpadas que enfeitavam as árvores naturais da praça Coronel Pedro Osório, o Sindilojas não fará a decoração neste final de ano para aquela que é considerada a principal data comemorativa do ano e de mais vendas para o comércio. O projeto para esse ano era audacioso, segundo o presidente Renzo Antonioli, mas está descartado. 

A ideia era manter a decoração dos calçadões, o Presépio e a Casa do Papai Noel, mas inovar, fazendo a ligação da Coronel Pedro Osório ao parque Dom Antônio Zattera com motivos natalinos. Esse seria o sexto ano consecutivo que o Sindilojas lideraria a decoração e promoveria com o Serviço Social do Comércio (Sesc), a chegada do Papai Noel. “Não menos de R$ 400 mil ou R$ 500 mil”, explicou Antonioli, sobre os custos desse projeto. O Sindilojas vinha bancando 60% dos custos da decoração natalina nos anos anteriores, em prejuízo de outras atividades que beneficiariam os lojistas, mas permanece disposto a manter a tradição e a parceira com a prefeitura. “Para isso, precisamos de recursos, lembra o líder varejista. “Não tivemos sucesso com a iniciativa privada para ajudar”, contou. A alegação é de que as vendas ficaram abaixo das expectativas durante praticamente todo o ano.

A verba de R$ 100 mil pelo terceiro ano consecutivo, que a prefeitura destinaria para apoiar a decoração, é insuficiente para cobrir os gastos de uma decoração pelo menos igual à do ano passado. Das 23 árvores da decoração inicial, seis não poderão ser consertadas e as demais 17 precisam de uma restauração quase total, avalia Antonioli. “São 3.180 galhos que precisam ser pintados”, quantifica. Dos 800 jogos de 200 lâmpadas decorativas, 60% estão danificados e precisam ser trocados, enquanto os 8,2 mil enfeites das árvores também devem ser substituídos.


Segundo o presidente do Sindilojas, do Presépio, podem ser aproveitadas apenas as figuras. “O resto vai para o lixo”, lamentou. Já a Casa do Papai Noel precisa de uma reforma geral, explicou, revelando que o orçamento da mão de obra para montar e manter a iluminação e o restante da decoração praticamente dobrou em relação ao ano passado e a empresa que prestava esse serviço não quis renovar o contrato com o Sindilojas. Todo esse trabalho era iniciado no final da primeira quinzena de novembro e oferecido à população nos primeiros dias de dezembro. 


Prefeitura

Segundo a secretária de Cultura, Annie Fernandes, a prefeitura concordou em repetir neste ano a mesma verba de 2011 para a decoração natalina, de R$ 100 mil, o que foi considerado insuficiente pelo Sindilojas. Em final de mandato, a atual gestão do Executivo pelotense está às vésperas de fechar as contas e, por decreto, lembrou a secretária, estão contidos os gastos, dentro do que identificou como ajuste financeiro, dentro de uma crise de recursos públicos proveniente de repasses federais. Parceira anual do Sindilojas, a prefeitura não realizará essa decoração, confirmou Annie.
( Por: Maria da Graça Marques - Paulo Rossi -DP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário