Pesquisar este blog

sábado, 8 de setembro de 2012

RECURSOS PARA MOBILIDADE URBANA

 A prefeitura de Pelotas busca R$ 73 milhões em recursos para investir em mobilidade urbana. No último dia 30 o município enviou uma carta consulta ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Médias Cidades, mostrando um pré-projeto que prevê 28 quilômetros de faixas preferenciais ou semiprivativas e oito quilômetros de faixas privativas para os ônibus nas principais ruas e avenidas. A proposta também visa à implantação de 20 quilômetros de ciclovias, 360 abrigos para embarque e desembarque de transporte coletivo, alargamento e reparo de 45 quilômetros de calçadas que contenham pontos de ônibus e recuperação de pavimentos nos trajetos do serviço.

Segundo o secretário-executivo da Unidade Gestora de Projetos (UGP), Jair Seidel, o documento enviado ainda é um pré-projeto e faltam alguns ajustes e definições para que ele seja concluído. O secretário-executivo adianta que a ciclovia planejada consiste na melhoria da já existente nas avenidas Ferreira Vianna e Adolfo Fetter, que levam ao Laranjal, além da ampliação da ciclovia que está em processo de execução na avenida Fernando Osório para que se estenda até a praça Cipriano Barcelos.

Já a construção de abrigos está prevista para os pontos das principais vias de ônibus, como os das ruas General Osório e Marechal Deodoro. Além disso estas ruas, assim como as avenidas Duque de Caxias e Ildefonso Simões Lopes, deverão receber uma área delimitada exclusiva para os coletivos.


Recursos

O PAC Mobilidade Médias Cidades foi lançado no mês de julho quando Pelotas foi uma das 75 cidades selecionadas para inscrever projetos e tentar obter parte dos R$ 7 bilhões que serão disponibilizados e divididos entre os projetos aprovados. O foco do programa é a qualificação do sistema de transporte coletivo de municípios com mais de 250 mil habitantes e menos de 700 mil. Após a entrega da carta consulta, a prefeitura aguarda o estudo das propostas que deverão ser concluídos até o final deste mês. Após o período os representantes de todos os projetos serão chamados para apresentá-los em Brasília e o resultado com os aprovados está previsto para ser divulgado no mês de dezembro. Caso Pelotas passe pela seleção as obras deverão iniciar somente em 2013.
Oremos!!!

 (Por: Mônica Jorge - DP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário