Pesquisar este blog

sexta-feira, 27 de julho de 2012

70 ANOS DO PAULISTA F. C.

 História do Clube

Em principio de 1942, Fernando Martins, Ramão Abeijon, Francisco Coutinho, João Broxides e Jorge Garcias, procuraram Manoel Ribeiro Fonseca Sob para formar uma equipe de futebol. Este foi o ponto de partida para a fundação do Clube, a partir daquele encontro surgiu a primeira reunião, e de imediato foram tomadas as medidas necessárias para registrar o clube, fazer estatutos, escolher o nome clube e foi formada a primeira diretoria composta por: Fernando Martins como presidente; Manoel Ribeiro Fonseca Sob, primeiro vice-presidente; Francisco Coutinho, primeiro tesoureiro, Breno Manjorane, segundo tesoureiro; Ramão Abeijon, capitão geral (como era chamado o técnico naquela época) e João Broxides (guarda-esporte, atualmente corresponde a atividade de roupeiro).
O próximo passo foi a escolha do nome da equipe que estava sendo formada. Alguns nomes como Palestra Itália, que naquela época existia em São Paulo, mas este foi mudado para Palmeiras por motivo da 2ª Guerra Mundial, foram sigeridos, mas não foi possível porque já tinha uma equipe em Pelotas com este nome, assim, foi resolvido reerguer o nome de um clube que muito daqueles que estavam presente tinham participado como atletas que era o Paulista e assim foi aclamado por todos, sendo fundado o Paulista Futebol Clube com as mesmas cores do antigo, vermelho e preto. Uma sede foi alugada, na rua Marques Caxias nº 566 hoje Santos Dumont.
Diversos novos diretores se integraram ao projeto como: Dirceu Martins, Ângelo Leonarte, João Bernardes, Antônio Nadal Filho, Wilson L. Moreira, Antônio Fonseca Carvalho, José Sinclair Abreu, Joaquim V. Lopes, Fernando Castro, Vicente Carvalho, Norberto Sacco, Luis Carlos Salton, José Pedreira, Fernando Couto, Wilson Santos, Jaime Couto, José Damaceno Fontoura, Cidalgo Corrêa, Luiz Broxides, Benito Amatto, Ariano Lima, Aldrovando Loureiro, Luiz Carlos Nunes, José Amatos, Mário Amatos, Luiz Custódio, José Weíkamp, Carlos Carvalho, Luiz Carlos Barreto, Airton B. Santos, Ubirajara I. C. Torres, Deoclecio Brum, Paulo S. Pereira, José Magalhães, Adão Argoud, Guaraci dos Santos, Jorge Saraiva e Gilberto Gusmão Souza.
Em 1959, com Wilson Moreira na presidência, foi construída a primeira sede do Clube em madeira e teve como operários; jogadores, associados, diretores e colaboradores. Mais tarde, por intermédio de Manoel Ribeiro Fonseca e com a colaboração do prefeito da época, Mario Meneguetti, foi construída uma nova sede com base em cimento, na Rua General Argolo nº 721 ao lado do ginásio Pelotense.
Antes do atual endereço, o Paulista ainda esteve na Rua Barão de Azevedo Machado, depois para Vila Castilhos, Senador Mendonça e Dr. Amarante. Para o empreendimento mais audacioso, a direção adquiriu um terreno para a construção do seu ginásio. Para a arrecadação dos valores necessários, foram lançados títulos elaborados e comercializados por Wilson Moreira. Desta forma foi adquirido o terreno na Rua Pinto Martins, 846, e num primeiro momento, foi construída uma cancha descoberta de cimento. Sob a presidência de Rui Castro, foi iniciada a construção do ginásio até hoje, carinhosamente chamado de Gigantinho da Zona Norte, inaugurado no dia 27 de julho de 1976.


Em 1962, com o comando de Ubirajara Torres, o Paulista conquistou o seu principal título pela categoria adulto. Com uma vitória por 5 a 2 no último confronto do Estadual daquele ano, chegou a conquista da Competição. O grupo era composto por Joãozinho, Zé Clóvis, Beto, Careca e Paulo Roberto. Agachados: Miguel Rocha, Darci, Pedalão, Paulinho e Paquito.


História, títulos e formação de craques estão no contexto Rubro-Negro
Uma das equipes mais tradicionais do futsal gaúcho, o Paulista Futebol Clube é uma das poucas equipes no estado a conquistar o título gaúcho em todas as categorias o Clube se mantém em atividade e disputando a principal competição gaúcha em quatro categorias: Iniciação; Pré-mirim, Mirim e Infantil. Além disso, a equipe adulta do Clube representa a cidade de Pelotas na taça Zona Sul de Futsal que envolve 16 municípios da região sul do Estado.
O rubro-negro da Zona Norte como é conhecido, caracteriza-se pela formação de atletas que ganharam o mundo atuando por grandes equipes do futebol mundial. Craques que já vestiram a camisa da Seleção Brasileira iniciaram no Paulista. Como Emerson Rosa que atuou pelo Grêmio, Bayer-Leverkusen, Roma, Juventus, Real Madrid, Milan e encerrou a carreira no ano passado, por lesão, atuando no Santos. Pela Seleção Brasileira, foi vice-campeão mundial em 1998 e seria o capitão da Seleção Brasileira Campeã de 2002 se não tivesse se machucado durante um treinamento poucos dias antes da Copa. Pelo Paulista Emerson, conquistou dois títulos estaduais pelo categoria Mirim em 1987 e 1988 e ficou na segunda colocação do Brasileiro em 1988 pela mesma categoria.


Daniel Carvalho também iniciou no rubro-negro, jogou no Internacional, no CSKA da Rússia quando conquistou o título da Copa da UEFA em 2005 e foi escolhido o melhor da decisão contra o Sporting em Lisboa, atualmente o meia está no Atlético-MG. Carvalho foi campeão mundial Sub-20 em 2003 e, quando Dunga assumiu o comando da Seleção principal convocou o meia em diversas oportunidades, porém, algumas lesões atrapalharam a sua sequência na Seleção. No rubro-negro conquistou o Estadual de 1995, pela categoria Mirim. Na mesma equipe estavam Duda Grigolletti e Diegão que defendem a equipe da UCPel no Estadual.
Além deles, outros jogadores tem ganhado destaque no cenário nacional, o volante Juliano Pacheco, atualmente no Inter já foi convocado para Seleção Brasileira Sub-17 e fez parte da equipe pré-mirim do Paulista que conquistou o Estadual em 2000, Titi, zagueiro do Bahia, foi campeão brasileiro sub-20 pelo Internacional e Rodrigo Cunha, atualmente no Internacional, com passagem pelas seleções brasileiras de base. O garoto Charles Teixeira que foi artilheiro da equipe no Estadual pré-mirim em 2007, transferiu-se para o Grêmio. Felipe Peres e Erick Farias, campeões estaduais pelo Clube em 2010, também foram para o Tricolor da Capital. Além disso, os garotos do Pré-mirim, Nicolas Gonçalves, artilheiro do Estadual Iniciação em 2009, e Nicolas Ienczczak, destaque do Estadual em 2010, ainda como primeiro ano de Pré-Mirim, defendem o Internacional.
Recentemente nos mandatos dos presidentes José Augusto Carvalho, Gilmar Prestes e Sulmar Carvalho foi realizada uma grande obra de reforma da quadra do Paulista com a troca do piso e ampliação da quadra, além da troca de todo sistema de iluminação, desta forma, o ginásio do Clube está habilitado a receber qualquer jogo oficial, atendendo todas as exigências da CBFS (Confederação Brasileira de Futsal). A atual gestão, liderada pelo presidente Ângelo Freitas, segue investindo forte no patrimônio do rubro-negro.
(André Müller – assessoria de imprensa do Paulista Futebol Clube - paulistafutebolclube.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário