Pesquisar este blog

terça-feira, 3 de abril de 2012

CANDIDATO X PREFEITO


O Prefeito eleito no município de Pelotas conta com:
Secretaria Municipal de Administração – SMA
Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social – SMCas
Secretaria Municipal de Cultura – SECULT
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo – SDET
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural – SDR
Secretaria Municipal de Educação e Desporto – SMED
Secretaria Municipal de Gestão Financeira – SMGF
Secretaria Municipal de Gestão Urbana – SMU
Secretaria Municipal de Habitação – SMH
Secretaria Municipal de Igualdade Social – SMIS
Secretaria Municipal de Obras – SMO
Secretaria Municipal de Qualidade Ambiental – SQA
Secretaria Municipal de Saúde – SMS
Secretaria Municipal de Segurança, Transporte e Trânsito – SSTT
Secretaria Municipal de Serviços Urbanos – SSU

Autarquia – Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas – SANEP
Autarquia – Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Pelotas – PREVPEL
Empresa Municipal de Informática de Pelotas – COINPEL
Empresa Municipal do Terminal Rodoviário de Pelotas – ETERPEL

GABINETE DO PREFEITO
Chefia do Gabinete do Prefeito
Assessoria Especial na Área Social
Assessoria Especial na Área dos Cuidados com a Cidade
Assessoria Especial na Área do Emprego e Desenvolvimento
Assessoria Especial na Área Administrativa
Assessoria Especial de Comunicação – ASCOM

Quando você vota em um candidato a Prefeito esta votando também em um grupo de pessoas da confiança deste.
O Prefeito de um município não administra sozinho. Na maioria das vezes seus subordinados  tem a flexibilidade de tomar decisões em suas respectivas pastas.
Via de regra as Secretarias são preenchidas por pessoas  ligadas a partidos aliados do candidato eleito. Ou por pessoas que trabalharam diretamente com este candidato durante o período eleitoral. Raramente são pessoas capacitadas para aquelas áreas.
Este sistema de troca de favores após as eleições acabam refletindo diretamente na relação entre os contribuintes que buscam atendimento e os órgãos públicos municipais.  E isso acontece por motivos óbvios: a total inobservância a capacidade administrativa da pessoa que agora ocupa aquele cargo ou função. Tudo por conta deste modelo de troca-troca.
Se observarmos na prática a grande maioria dos erros administrativos que são atribuídos ao Prefeito de um município na verdade são gerados pela incompetência deste ou aquele membro do seu governo. Alguns até irão dizer: “Mas foi ele quem colocou lá! A responsabilidade é dele!” – Na verdade a responsabilidade é dele sim. Mas não só dele. É nossa também como eleitores, por não atentarmos para o detalhe de com quem o partido deste candidato coligou (quem são as pessoas deste partido aliado); por não observarmos quem são as pessoas que cercaram e assessoraram o candidato em questão.
O Prefeito tem culpa por omissão e o eleitor por falta de observação.
Portanto quando você quiser conhecer um pouco mais de um candidato, informe-se tambem de quem são as pessoas que estão trabalhando com ele, quais os partidos aliados e seus integrantes no diretório municipal. Isso vale inclusive para a situação de segundo turno.

O sistema é assim.
Não irá mudar até que nós eleitores tenhamos adquirido a cultura de estarmos atentos aos “Sinais da Política”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário